0
Total : R$ 0,00
Seu carrinho está vazio!
atualizar
Modalidade: ONLINE
Plataforma: ZOOM

Duração: 6 meses
Dias e Horário: Uma Sexta por mês- Das 16h às 18:30h

Público Alvo: Estudantes e profissionais de Psicologia e áreas afins.
Carga Horária: 15h

Coordenadora/Professora: Ministrado por: Myriam Moreira Protasio CRP: 05/07251

Apresentação:
A tradição da psicologia que denominamos fenomenológico-existencial sempre reconheceu Kierkegaard como um dos pensadores presentes na base das reflexões e inspirações para constituição seu fazer clínico. No entanto, não se trata de uma simples transposição de um pensamento. A questão que importa para a psicologia, em sua modalidade clínica, diz respeito não à apropriação de um modo de pensar aplicado ao fazer, mas de um pensamento que inspira
reflexões e que sustenta um caminho de pensamento no cotidiano da clínica. Essa inspiração exige de nós, em meio à leitura de textos de Kierkegaard, uma demora junto aos mesmos na qual possamos ser tomados, deslocados e transformados pelas questões ali levantadas. É no sentido de alcançar esta possibilidade, de sermos transformados e deslocados de nosso pensar mais imediato e alcançarmos possibilidades outras de compreensão dos fenômenos com os quais nos vemos envolvidos na clínica, que os grupos de estudos são construídos.
Para o segundo semestre de 2021 vamos ler um dos discursos cristãos de 1847 intitulado O evangelho do sofrimentos. São 7 textos que problematizam a dinamicidade do sofrimento na existência e flerta com a possibilidade de que se realize a tarefa existencial numa experiência de alegria no sofrimento. Mas, com que sentidos de sofrimento, tarefa e alegria Kierkegaard está operando? E como isso nos inspira em nosso pensamento clínico? É isso que pretendemos descobrir ao longo da leitura.
Os discursos edificantes e discursos cristãos não costumam ser referenciados dentre os estudiosos da tradição existencial. Uma exceção talvez seja Heidegger, que diz em Ser e Tempo que há muita filosofia nestes discursos. No nosso entender há muita vida nestes discursos, e é isso que nos interessa quando buscamos nestes textos reflexões e iluminações para o pensamento clínico que queremos manter forte e revitalizado.

Objetivo Geral:
Aprofundar o conhecimento e a apropriação dos temas kierkegaardianos relevantes como caminho de pensamento na clínica psicológica fenomenológico-existencial.

Objetivo específico:
1- Ler de forma demorada livros de Kierkegaard relacionados à Psicologia, tais como:
Conceito de Angústia, Desespero Humano, Ponto de Vista Explicativo da Minha Obra
como Escritor, Repetição, além de Discursos edificantes e cristãos.
2- Realizar reflexões demoradas sobre diferentes temas sobre os quais Kierkegaard se
debruçou, tanto escrevendo sob pseudônimo quanto em obras que assinou, tais como:
amor, paciência, vaidade, inveja e nivelamento, covardia, coragem, culpa,
arrependimento, perdão, sofrimento e tribulação.
3- Buscar elucidações sobre a temática das esferas da existência e repercussões para o
fazer/pensar na clínica

Calendário:

AGO 2021

SET

2021

OUT 2021

NOV 2021

DEZ 2021

JAN 2022

27

24

29

26

17

28



Bibliografia básica:
Kierkegaard, S. A. Desespero Humano. São Paulo: UNESP, 2010. (Há esta mesma tradução disponível na coleção Os Pensadores)
Protasio, M. M. (2015) O si mesmo e as personificações da existência finita. Rio de Janeiro: IFEN.
Feijoo, A. M. L. C. (2017). Existência e Psicoterapia: Da psicologia sem objeto ao saber-fazer na clínica psicológica existencial. Rio de Janeiro: Edições IFEN.

Instituto de Psicologia Fenomenológico-existencial do Rio de Janeiro

CONTATOS

  •  

    Endereço: Rua Barão de Piracinunga, 62
    Tijuca
    Rio de Janeiro - RJ
    CEP: 20521-170

  •  

    Email: [email protected]

CONTATOS

  •  
    Telefone: (21) 2268-9907:
  •  
    Telefone 2: (21) 2208-6473:
  •  
    Celular/WhatsApp: (21) 98338-9023 :
Topo
Aviso! Este site utiliza cookies. Ao navegar você está autorizando o uso dos mesmos. Saiba mais…Concordar